Medo, para que te quero em tempo de crise?

pexels-photo-250157
“Estou sem ar, não consigo respirar. O coração bate rápido. Os pensamentos são negros e lamacentos. A catástrofe é o final mais certo. Vai tudo correr mal. Vou morrer. Fiquei sem chão. E os meus?”
O medo está instalado nos nossos corações. A sensação é que ficámos sem chão, sem base, sem estrutura. As nossas necessidades mais básicas estão a ser ameaçadas. Quem é o ser humano sem dinheiro, sem segurança, sem comida, sem conexão, sem toque, sem respiração?

E se, e se, aquilo que mais temo acontecer?

Ansiedade, pânico, insónia, confusão, incerteza, insegurança.

Hoje quero partilhar contigo algo que me deixa muito vulnerável mas que sinto que pode ajudar-te se sentires com medo neste momento tão desafiante.

E a partilha é: eu estou nesse estado de vulnerabilidade há 6 meses. Num estado de medo e ansiedade aterrador. Nada é seguro na minha vida. Nada. O medo tem sido a emoção mais constante. Viver e atravessar o medo diariamente tem sido duro. Mas eu faço essa travessia diariamente com amor e fé. A travessia não é fácil. É difícil, dolorosa, escura.

Mas o medo, uma das emoções mais básicas do ser humano, não é feio, mau ou errado.

O medo, como qualquer emoção, tem uma mensagem. O medo, ao ser atravessado, é uma oportunidade para irmos mais longe, para sermos melhores, mais inteiros, mais humanos, melhores mães e pais. Porra, isto tem um sentido!

O meu divórcio que há meses me faz dormir mal, que me faz sentir uma merda, que colocou a minha vida de pantanas, que mexeu e desestabilizou todas as áreas da minha vida tem um sentido. E o sentido não acredito que seja de me colocar doente mentalmente (ainda que às vezes ter sentido isso ;)) mas o sentido é o de evoluir. E para mim, é uma mensagem de amor. Olha mais para ti Carla Filipa! Para de ser depende de alguém para te amares! Sabe que és mais forte do que aquilo que tu pensas!

Um dia dormi tão mal, mas dormi mal. Foi, o que chamo, uma noite escura da alma. Tive medo por tanto. Eram pensamentos negativos interruptos. Um verdadeiro terror.

Dias mais tarde decidi olhar para ele de frente e questionar: qual a tua mensagem? E a mensagem foi:

Tens de ouvir mais a tua intuição.Tens dar mais atenção àquilo que é verdadeiramente importante. Tens de cuidar mais de ti.Tens de confiar mais na vida. Tens de amar mais os outros. Tens de verbalizar mais que amas os outros. Tens de te dar mais colo.

Acho que é importante a prevenção. Acho que é importante informação.

Mas, falando como uma mulher mãe que tem vivenciado e atravessado o medo nos últimos meses, digo-te: é preciso olhar para além do medo.
Olhar para além do medo e ter esperança: isto também passará.
Olhar para além do medo e ver um sentido evolutivo: o que é realmente importante.

Temos vivido sem tempo para nada. Temos vivido sem tempo para as nossas famílias. Para os nossos filhos. Não há tempo para a conexão. Para escutarmos os nossos filhos com atenção. Para estarmos presentes de coração.

Temos vivido com medo. Com medo da falta, da escassez, da crise.

Há uma oportunidade por detrás da crise.
Oportunidade de crescimento, de cura, de autenticidade, de conexão.
Foi assim quando me fizeram a operação à tiróide e me cortaram o pescoço.
Foi assim quando tive 3 abortos repetidos.
Foi assim quando tive uma gravidez de risco e estive internada.
E assim será com um divórcio que desmontou tudo na minha vida.

É nisto que acredito. Acredito que podemos escolher a luz ou a sombra. Acredito que podemos escolher. Eu escolho a luz.

Se escolheres ficar no terror e no medo vais paralisar.
Se escolheres ficar na esperança e no amor vais agir. Agir em prol do teu bem estar. Agir em prol do bem estar do teu filho. Agir em prol da comunidade. Agir no sentido do que é mais importante Agora.

Para mim Agora o importante é ajudar de alguma forma, apesar do medo, da desilusão, da dor, do terror. Para mim o mais importante agora é trazer LUZ, ESPERANÇA, apesar da escuridão.

Por isso, convido-te a falares comigo sobre amor e conexão com o teu filho em tempos de crise. Que é, como quem diz, conectares-te contigo. O medo, aumenta o stress, sobe o cortisol e baixa a imunidade. A tua e a do teu filho. O amor, a esperança, a fé, a conexão, aumenta a felicidade,  a serotonina,  a imunidade.

E é isto. É isto que vamos fazer. Vamos aumentar a nossa imunidade através do amor, da conexão, da união com os nossos filhos. Imagina… imagina se cada um de nós, fizer isto em sua casa. Se cada um de nós, no seu microcosmo, criar uma ponte com aqueles que são verdadeiramente importantes.

Não sei o que vai acontecer mas sei o que tenho de fazer algo de diferente.

Chega Carla. Chega de desculpas.

As Minhas e se escolheres: as tuas. Vamos juntas?

Caso sintas, toma um chá virtual gratuito comigo.
Agenda aqui:
Abraço imenso da tua Coach Parental,
Carla Patrocínio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s